Ansiedade

O Brasil é o país com maior população ansiosa do mundo

Suellen

Suellen

Estagiária em recrutamento e seleção, cursando psicologia, apaixonada pelo ser humano e suas individualidades. Adora arte, animais, cultura e livros.

Segundo pesquisas da OMS (Organização Mundial de Saúde), cerca de 18,6 milhões de brasileiros convivem com este transtorno, fazendo do país o líder no ranking em ansiedade. 

Spark | Gestão e Desenvolvimento de Pessoas
Imagem: Rsdesign

Você sabe o que é ansiedade?

A ansiedade é um estado emocional; uma junção de nervosismo, medo, apreensão e preocupação. Esta emoção surge diante de alguma situação considerada importante para a pessoa, como, por exemplo, um evento (apresentações, primeiro dia no emprego, convenções) ou algum problema a ser resolvido. 

Os principais sintomas da ansiedade são: 

● Tensão; 

● Respiração ofegante; 

● Palpitação; 

● Sudorese;

● Tremores; 

● Dores de cabeça; 

● Compulsões (geralmente alimentares); 

● Pressão arterial elevada; 

● Inquietude. 

Apesar de deixá-lo desconfortável e negativo, a ansiedade é de extrema importância para a sobrevivência humana. Estar ansioso possibilita entrar em estado de alerta para algo que irá acontecer, estimulando ações com cautela e planejamento. 

Quando a ansiedade se torna um problema? 

A ansiedade como transtorno surge assim que a pessoa passa a imaginar seu problema muito maior do que ele realmente é, maximizando o sofrimento. A partir do momento em que a ansiedade se torna incapacitante, devemos ter atenção. 

Não conseguir concluir alguma atividade ou simplesmente evitá-la; relações sociais afetadas; ataques de pânico/ansiedade, pensamentos suicidas, são situações que devem ser analisadas com cuidado caso estejam surgindo com frequência.

Spark | Gestão e Desenvolvimento de Pessoas
Imagem: Camila Rosa/VivaBem

Ansiedade no trabalho

Sabe-se que o ambiente de trabalho pode se tornar estressante em muitas ocasiões. Atividades acumuladas, cobrança, prazos, falar em público, só para mencionar alguns exemplos, são situações que se não forem bem administradas, podem gerar ansiedade, refletindo na qualidade de vida profissional – abalando o desempenho, rendimento e desenvolvimento – e pessoal, diminuindo a qualidade emocional e afetiva. 

Em um primeiro momento, deve-se identificar os fatores que estão gerando conflitos internos. Assim, você poderá repensar as formas de contornar tais situações. Relações sociais, satisfação profissional, necessidade de maior organização em suas tarefas, conflitos familiares sendo levados para o ambiente de trabalho, são exemplos de dificuldades comuns encontradas pelos profissionais. 

Lembre-se, seus sentimentos nem sempre devem ficar reservados apenas a você, pois tal atitude pode gerar angústia, dificultando a resolução de problemas. Procure compartilhar o que sente com quem você confia e pode lhe ajudar a encontrar soluções. 

Spark | Gestão e Desenvolvimento de Pessoas
Imagem: Administradores

Como controlar a ansiedade 

A boa notícia é que há diversas formas de reassumir o controle emocional, evitando, se possível, a administração de medicamentos que, muitas vezes, tornam-se nocivos ao organismo. 

A ansiedade se classifica como uma preocupação antecipada, remetendo-se ao futuro. Logo, a tarefa se torna redirecionar os pensamentos ao momento presente, o agora, concentrando-se em auto análise e autocontrole.

Terapias psicológicas são bem vindas, pois possibilitam análises e correções de comportamentos não funcionais com o auxílio de um profissional. Além destas, podemos destacar meditações e exercícios de respiração como fortes aliados no combate ao estresse, proporcionando um relaxamento imediato após a aplicação. Adicionalmente, procure por hobbies saudáveis que se adequem a seu estilo e forneçam prazer, como a prática de esportes, a qual libera hormônios responsáveis pela satisfação e felicidade. 

Spark | Gestão e Desenvolvimento de Pessoas
Imagem: Fonte desconhecida

Colocando em prática: Exercício de respiração 

Em resumo, quando se está ansioso, a respiração se torna muito mais frenética e desregulada. Com isso, a oxigenação sanguínea aumenta, colocando o corpo em estado maior de adrenalina. 

O exercício de respiração é ideal para momentos de tensão e estresse, pois proporciona estabilização e relaxamento corporal, o que reflete no equilíbrio emocional. 

Respiração por contagem:

Inspire por meio das vias nasais por 3 segundos, tentando manter sua respiração lenta e buscando focar seus pensamentos no movimento corporal. Após inspirar, segure o ar em seus pulmões por mais 3 segundos e então expire lentamente através da boca. 

E você?

Com as informações passadas, você conseguiu se identificar? 

Para alcançar uma mudança psicológica é necessário a quebra de algumas atitudes e para isso é preciso que você se motive a procurar novas soluções e hábitos. Mudar o rumo de sua história pode vir de pequenas atitudes que tornem seu dia mais agradável. 

Estar bem emocionalmente, reflete no estar bem físico, social e, acima de tudo, consigo mesmo. 

Spark | Gestão e Desenvolvimento de Pessoas
Imagem: doméstica legal
Referência: 

Organização Mundial de Saúde-OMS. Depressão e outros transtornos mentais comuns: Estimativa de saúde global. Disponível em: 

http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/254610/1/WHO-MSD-MER-2017.2-eng.pdf

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email